Creme pseudocatalase

Pseudocatalase recentemente se tornou um produto de interesse para os pacientes que sofrem de vitiligo. Vitiligo afeta 3-6000000 pessoas nos Estados Unidos de hoje, no entanto, muitos desconhecem este raramente falava sobre a condição da pele. Também conhecido como leucoderma, vitiligo é uma desordem da pigmentação da pele, resultando na formação de manchas brancas ou de manchas irregulares, apesar de a retenção de textura normal da pele. É uma doença progressiva que destrói os melanócitos (células que produzem pigmento) na pele, das membranas mucosas (tecidos que revestem o interior da boca, nariz, genitais e rectais áreas) e a retina (camada interna do globo ocular) . Embora sua causa não é muito compreendido, vitiligo não é contagioso muitas vezes afetando todas as raças e ambos os sexos igualmente. Ele pode aparecer em qualquer idade e acredita-se ser hereditária.

 

            O principal objetivo no tratamento de vitiligo é restaurar a função da pele para o mais próximo possível do normal e melhorar a aparência do paciente e qualidade de vida global. Hoje, o vitiligo é uma doença tratável, embora possa levar anos para os pacientes para ver os resultados. A escolha de uma terapia, contudo, em última análise depende do grau de manchas brancas e como eles são generalizados no corpo de um paciente. Com a recente descoberta dos elevados níveis de peróxido de hidrogênio de funções combinadas com baixa catalase atividade toca na pele de pacientes que sofrem de vitiligo, estudos analisaram uma nova opção que envolve um creme tópico que consiste pseudocatalase e cálcio. Originalmente criado pela Dra. Karin U. Schallreuter e seus colegas, um professor de dermatologia clínica e experimental na Universidade de Bradford, em West Yorkshire, na Inglaterra, os pacientes foram orientados a aplicar o creme duas vezes ao dia e se expor ao sol ou a um de curto prazo de banda estreita de ultravioleta B fototerapia duas vezes por semana.

 

Como é pseudocatalase proposto para o trabalho?

Uma das principais teorias sobre a causa do vitiligo é a perda de melanócitos. Há uma teoria que adicionado outras células, tais como células de Langerhans, queratinócitos e células de Merkel, estão envolvidos. O peróxido de hidrogênio mediada estresse oxidativo pode afetar essas células, levando ao vitiligo. Embora o nosso corpo tem defesas naturais, chamados de catalase, para neutralizar o estresse oxidativo, pode não ser suficiente para fazer seu trabalho.

 

Pseudocatalase é um creme tópico que estudos têm mostrado que os níveis mais baixos de peróxido de hidrogénio sobre a pele, bem como melhorar a defesa, completando a catalase. Catalase, através da ativação por luz UV, vai quebrar o peróxido de hidrogênio em oxigênio e água.

 

Há efeitos colaterais da pseudocatalase?

De acordo com estudos experimentais realizados pelo Dr. Karin Schallreuter e equipe, não houve efeitos colaterais relatados ou complicações. Houve alguns casos de aumento da transpiração e escurecimento da pele, o que diminui ao longo do tempo, apesar da continuação de uso.

 

Como é pseudocatalase usado?

Em estudos a freqüência de aplicação recomendada pelo creme do Dr. Schallreuter é duas vezes por dia, a menos que instruído de outra forma pelo médico do paciente. Deve ser usado em conjunto com fototerapia UVB, convenientemente disponível para utilização em casa, ou com luz solar natural.

 

Houve estudos feitos em pseudocatalase?

Em 1995, o Dr. Karin Schallreuter e seus colegas publicaram estudos de caso sobre 33 pacientes, relatando repigmentação completa de face e dorso da mão em 90% (dedos das mãos e pés não repigment). Pseudocatalase e cálcio combinação creme foram aplicados duas vezes por dia, juntamente com duas vezes por semana a fototerapia UVB. O período de tratamento foi de uma média de 15 meses, mas o primeiro sinal de restauração pigmento apareceu entre 2 e 4 meses. Além disso, um estudo publicado em 2008 mostrou restauração pigmento bem sucedido na maioria das áreas do rosto e pescoço, tronco e extremidades. Foi menos bem sucedido nas mãos e nos pés. Estes resultados somam-se as perspectivas de pseudocatalase considerando como uma opção de tratamento para vitiligo.

 

Alguns outros ensaios clínicos não demonstraram que os resultados favoráveis. Em 2002, um estudo aberto avaliou a eficácia de pseudocatalase aplicado duas vezes por dia em combinação com UVB fototerapia durante um período de 24 semanas. Dos 26 pacientes estudados, dez dos pacientes mostraram melhorias, enquanto os demais pacientes não apresentaram melhora ou mesmo agravamento da condição. Posteriormente, em 2009, Bakis-Petsoglou e equipe realizaram um estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo de pseudocatalase duas vezes por dia, juntamente com três vezes por semana UVB fototerapia durante um período de 24 semanas. No entanto, os resultados não mostram que pseudocatalase adicionado melhora a UVB fototerapia em relação ao placebo. De acordo com a resposta do Dr. Karin Schallreuter a estes dois estudos, ambos não usaram a formulação original e certificar que pseudocatalase ativado tem mostrado excelentes resultados em pacientes tratados.

 

Como encomendar Creme pseudocatalase

 

Clique neste link para ser levado para o nosso catálogo para encomendar o tamanho ea quantidade de pseudocatalase creme que você gostaria.

 

Depois de escolher o seu produto apertar o botão que diz "checkout".

 

Escolha seu país e entrar em suas informações de navegação.

 

Ao escolher o tipo de transporte, por favor certifique-se de escolher o continente internacional apropriada ou país que será o transporte para.

 

Todas as transferências internacionais podem estar sujeitos a costumes e impostos de importação. Nós não somos responsáveis ​​por nenhum desses custos adicionais. A maioria das remessas internacionais devem chegar dentro de 2-5 dias úteis. Se você vive em uma área remota tempos de envio pode ser mais longo.

Copyright 2013-14

Pseudocatalase.com

IMPORTANT NOTICE: The information contained on this site is general in nature and is intended for use as an educational aid. You should consult your doctor about diagnosis and treatment of any health problems. Information and statements regarding dietary supplements have not been evaluated by the Food and Drug Administration("FDA"), nor has the FDA approved the products to diagnose, cure or prevent disease.

 

Vitiligo Treatment References:

(1) Lebwohl MG, et al. (2006). Vitiligo. Treatment of Skin Disease: Comprehensive Therapeutic Strategies (2nd edition, pp. 683-687). Elsevier.

(2) NIH. (2010 Nov). What Is Vitiligo? Fast Facts: An Easy-to-Read Series of Publications for the Public. National Institute of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Disease. Retrieved September 2, 2013 from http://www.niams.nih.gov/Health_Info/Vitiligo/vitiligo_ff.asp.

(3) Alikhan A, Felsten LM, Daly M, Petronic-Rosic V. Vitiligo: a comprehensive overview Part I. Introduction, epidemiology, quality of life, diagnosis, differential diagnosis, associations, histopathology, etiology, and work-up. J Am Acad Dermatol. 2011 Sep;65(3):473-91.

(4) AAD. (2013). Vitiligo: Signs and symptoms. American Academy of Dermatology. Retrieved September 2, 2013 from http://www.aad.org/dermatology-a-to-z/diseases-and-treatments/u---w/vitiligo/signs-symptoms

(5) AAD. (2013). Vitiligo: Who gets and causes. American Academy of Dermatology. Retrieved September 2, 2013 from http://www.aad.org/dermatology-a-to-z/diseases-and-treatments/u---w/vitiligo/who-gets-causes

(6) Gawkrodger DJ. Pseudocatalase and narrowband ultraviolet B for vitiligo: clearing the picture. Br J Dermatol. 2009 Oct;161(4):721-2.

(7) Felsten LM, Alikhan A, Petronic-Rosic V. Vitiligo: a comprehensive overview Part II: treatment options and approach to treatment. J Am Acad Dermatol. 2011 Sep;65(3):493-514.

(8) Silverberg JI, Silverberg AI, Malka E, Silverberg NB. A pilot study assessing the role of 25 hydroxy vitamin D levels in patients with vitiligo vulgaris. J Am Acad Dermatol. 2010 Jun;62(6):937-41.

(9) Gawkrodger DJ, Ormerod AD, Shaw L et al. Guideline for the diagnosis and management of vitiligo. Br J Dermatol 2008; 159: 1051-76.

(10) AAD. (2013). Vitiligo: Diagnosis, treatment, and outcome. American Academy of Dermatology. Retrieved September 2, 2013 from http://www.aad.org/dermatology-a-to-z/diseases-and-treatments/u---w/vitiligo/diagnosis-treatment

(11) Schallreuter KU, Moore J, Behrens-Williams S, Panske A, Harari M. Rapid initiation of repigmentation in vitiligo with Dead Sea climatotherapy in combination with pseudocatalase (PC-KUS). Int J Dermatol. 2002 Aug;41(8):482-7.

(12) AVRF. (2013). Medical treatments. American Vitiligo Research Foundation. Retrieved September 2, 2013 from http://www.avrf.org/treatments/medical.htm

(13) Kriegel MA, Manson JE, Costenbader KH. Does vitamin D affect risk of developing autoimmune disease?: a systematic review. Semin Arthritis Rheum. 2011 Jun;40(6):512-531.

(14) Travis LB, Silverberg NB. Calcipotriene and corticosteroid combination therapy for vitiligo. Pediatr Dermatol 2004;21: 495-8.

(15) AVRF. (2013). Surgical treatments. American Vitiligo Research Foundation. Retrieved September 2, 2013 from http://www.avrf.org/treatments/surgical.htm

(16) Papadopoulos L, Bor R, Legg C. Coping with the disfiguring effects of vitiligo: a preliminary investigation into the effects of cognitive-behavioural therapy. Br J Med Psychol 1999; 72(pt 3):385-96.

(17) Schallreuter KU, Moore J, Behrens-Williams S, Panske A, Harari M. Rapid initiation of repigmentation in vitiligo with Dead Sea climatotherapy in combination with pseudocatalase (PC-KUS). Int J Dermatol. 2002 Aug;41(8):482-7.

(18) Schallreuter KU, Wood JM, Lemke KR, Levenig C. Treatment of vitiligo with a topical application of pseudocatalase and calcium in combination with short-term UVB exposure: a case study on 33 patients. Dermatology. 1995;190(3):223-9.

(19) Gawkrodger DJ. Pseudocatalase and narrowband ultraviolet B for vitiligo: clearing the picture. Br J Dermatol. 2009 Oct;161(4):721-2.

(20) Schallreuter KU, Krüger C, Würfel BA, Panske A, Wood JM. From basic research to the bedside: efficacy of topical treatment with pseudocatalase PC-KUS in 71 children with vitiligo. Int J Dermatol. 2008 Jul;47(7):743-53.

(21) Bakis-Petsoglou S, Le Guay JL, Wittal R. A randomized, double-blinded, placebo-controlled trial of pseudocatalase cream and narrowband ultraviolet B in the treatment of vitiligo. Br J Dermatol. 2009 Oct;161(4):910-7.

(22) Schallreuter KU. Effectiveness of pseudocatalase formulations in vitiligo. Clin Exp Dermatol. 2003 Sep;28(5):562-3.

(23) Schallreuter KU, Salem MA, Holtz S, Panske A. Basic evidence for epidermal H2O2/ONOO--mediated oxidation/nitration in segmental vitiligo is supported by repigmentation of skin and eyelashes after reduction of epidermal H2O2 with topical NB-UVB-activated pseudocatalase PC-KUS. FASEB J. 2013 Aug;27(8):3113-22.

(24) Bazian. (2013, May 12). No evidence of cure to prevent hair going grey. NIH Behind the headlines. Retrieved on September 2, 2013 from http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/behindtheheadlines/news/2013-05-12-no-evidence-of-cure-to-prevent-hair-going-grey/

(25) Genes. (2013, Sept 23). TYR. Genetics Homes Reference. Retrieved September 25, 2013 from http://ghr.nlm.nih.gov/gene/TYR

(26) Schallreuter KU, Moore J, Wood JM, Beazley WD, Peters EM, Marles LK, Behrens-Williams SC, Dummer R, Blau N, Thöny B. Epidermal H(2)O(2) accumulation alters tetrahydrobiopterin (6BH4) recycling in vitiligo: identification of a general mechanism in regulation of all 6BH4-dependent processes? J Invest Dermatol. 2001 Jan;116(1):167-74.

(27) Brazzelli V, Antoninetti M, Palazzini S, Barbagallo T, De Silvestri A, Borroni G. Critical evaluation of the variants influencing the clinical response of vitiligo: study of 60 cases treated with ultraviolet B narrow-band phototherapy. J Eur Acad Dermatol Venereol 2007;21:1369-74.

(28) Percivalle S, Piccinno R, Caccialanza M, Forti S. Narrowband ultraviolet B phototherapy in childhood vitiligo: evaluation of results in 28 patients. Pediatr Dermatol. 2012 Mar-Apr;29(2):160-5.

(29) Patel DC, Evans AV, Hawk JL. Topical pseudocatalase mousse and narrowband UVB phototherapy is not effective for vitiligo: an open, single-centre study. Clin Exp Dermatol. 2002 Nov;27(8):641-4.

(30) www.vitiligosupport.com/whatis.cfm  Accessed April 18, 2005

(31) http://www.niams.nih.gov/hi/topics/vitiligo/vitiligo.htm  Accessed April 18, 2005

(32) http://www.homephototherapy.com/vit-pcat.htm  Accessed April 18, 2005

(33) http://www.brad.ac.uk/acad/biomed/STAFF/KUS/home.html  Accessed April 19,2005

(34) Schallreuter KU, Wood JM, Lemke KR, Levenig C.  Treatment of vitiligo with a topical application of pseudoctalase and calcium in combination with short-term UVB exposure: a case study on 33 patients.  Dermatology.  1995;190(3):223-9.

(35) Schallreuter KU, Moore J, Behrens-Williams S, Panske A, Harari M.  Rapid initiation of repigmentation in vitiligo with Dead Sea climatotherapy in combination with pseudocatalase (PC-KUS).  International Journal of Dermatology.  2002;41(8):482-7.